Anúncios
está a ler...
Ciências Forenses

Congresso Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses

Nos termos da respetiva lei orgânica, o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, I. P. (INMLCF, I. P.), tem por missão assegurar a prestação de serviços periciais médico -legais e forenses, a coordenação científica da atividade no âmbito da medicina legal e de outras ciências forenses, bem como a promoção da formação e da investigação neste domínio, superintendendo e orientando a atividade dos serviços médico-legais e dos profissionais contratados para o exercício de funções periciais.

Desse articulado consta ainda um elenco de atribuições, designadamente o apoio à definição da política nacional na área da medicina legal e de outras ciências forenses; o desenvolvimento de atividades de investigação e divulgação científicas, de formação e de ensino, no âmbito da medicina legal e de outras ciências forenses; e a coordenação, orientação e supervisão a nível nacional das atividades relacionadas com as ciências forenses. Além disso, este Instituto pode colaborar com estabelecimentos de ensino e instituições de investigação, bem como com outras instituições, nos termos legalmente definidos.

É neste contexto que à semelhança daquilo que vem acontecendo desde 2002, o INMLCF, I. P. leva a cabo nos dias 9 e 10 de Novembro, em Évora, o 11º Congresso Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, o qual “constitui um espaço privilegiado para o convívio e para a partilha de ideias, experiências e reflexões entre todos quantos (direta ou indiretamente) estão envolvidos na atividade pericial médico-legal e forense, ou que por ela se interessam, sendo também uma excelente ocasião para o contacto com os mais recentes avanços doutrinários, tecnológicos e científicos verificados nos diversos domínios periciais[1].

Do programa constam diversos pontos com redobrada interesse e onde se cruzam a segurança e as ciências forenses, à semelhança daquilo que acontece na atividade diária dos diversos Órgãos de Polícia Criminal (GNR, PSP; PJ) e do INMLCF, I. P., como sejam a “investigação da cena do cena e o exame do cadáver no local”, e a “gestão dos vestígios biológicos – da seleção e recolha ao resultado final, perspetivas da PJ, GNR e INMLCF. I.P.”

Trata-se, por isso, de um acontecimento de capital importância na panorâmica nacional das ciências forenses que permite o contato com os últimos avanços neste âmbito, nas suas múltiplas vertentes.

 Gomes Lopes

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

Anúncios
%d bloggers like this: