Anúncios
está a ler...
Cibersegurança, Segurança

União da Segurança

A cibersegurança é um dos grandes temas da atualidade e ao mesmo tempo motivo de preocupações acrescidas, sendo por isso, a par com a radicalização, a proteção dos espaços públicos e outros temas conexos, uma das prioridades da Comissão Europeia, no sentido de uma União da Segurança genuína e eficiente.

No relatório apresentado, a Comissão:

  • Continua a aplicar a sua estratégia para a cibersegurança de setembro de 2017 através da criação de uma rede de centros de competências em matéria de cibersegurança e de um Centro Europeu de Investigação e de Competências;
  • Disponibilizará 5 milhões de EUR adicionais para reforçar as capacidades técnicas de decifragem da Europol, de forma a apoiar os serviços de polícia nas investigações criminais.

Em torno desta questão, não poderia deixar de aludir a uma obra de Nelson Amador, intitulada Cibercrime em Portugal, onde o autor segue as trajetórias do fenómeno em si e, tenta encontrar respostas e proporcionar propostas que possam, no futuro, contribuir para um eficaz combate ao Cibercrime.Wook.pt - Cibercrime em Portugal

No domínio da radicalização, a Comissão:

  • Irá fortalecer a coordenação do trabalho ao nível da UE para a prevenção de terrorismo;
  • Intensificará a sua ação contra a radicalização nas prisões e contra a propaganda terrorista;
  • Instará as plataformas em linha a acelerarem os seus esforços no sentido de remover conteúdo terrorista em linha o mais rapidamente possível;
  • Procurará medidas mais concretas para melhorar a resposta aos conteúdos terroristas em linha antes de decidir se é necessária legislação;
  • Debaterá a forma como os Estados-Membros estão a lidar com os retornados, incluindo as mulheres e crianças.

Relativamente à proteção de espaços públicos, a ação incidirá sobre:

  • A cooperação entre operadores privados de espaços públicos, tais como centros de transporte, estádios e centros comerciais, e autoridades locais e regionais;
  • A partilha de informação e formação para a deteção, bem como o teste de novas tecnologias e soluções de segurança;
  • A possibilidade de implementar ações conjuntas com vista a dificultar o aluguer automóvel para a realização de ataques por parte de terroristas;
  • A publicação de um conjunto de ferramentas de segurança para prestar informações aos condutores europeus de veículos pesados, às empresas de transporte rodoviário de mercadorias e a outras partes interessadas relevantes sobre a forma de reagir em caso de ameaça terrorista;
  • O lançamento de um portal em linha para que todos os atores envolvidos partilhem boas práticas.

Finalmente, o relatório também aborda o balanço dos progressos em matéria de financiamento do terrorismo, aviação e outras prioridades.

J.M.Ferreira

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

Anúncios
%d bloggers like this: