está a ler...
Cibersegurança, Segurança

Introdução à Criptografia

A criptografia é por muitos considerada uma ciência, uma ciência de escrever um texto de modo imperceptível pelo adversário (construção e análise de protocolos que impedem terceiros, ou o público, de lerem mensagens privadas),na intersecção da matemática, computação, engenharia, ciências da comunicação e física. Wook.pt - Introdução à Criptografia

A necessidade de proteger os canais de comunicação[1] entre pessoas de uma mesma comunidade vem desde os primórdios da civilização, a ideia de não só proteger os meios de comunicação mas também de proteger o próprio conteúdo da mensagem, através da cifração da mensagem é também muito antiga[2]. Ao longo dos tempos, este processo foi-se tornando cada vez mais sofisticado, basta lembrar o caso das máquinas Enigma utilizadas pelos alemães durante a 2.ª Guerra Mundial, e mais recentemente as transações electrónicas através da Internet.

A internet tornou-se o meio de comunicação por excelência, mas como é muito exposto a criptografia assume uma importância extrema, na medida em que só através da cifração das comunicações podemos garantir a confidencialidade da informação que queremos transmitir.

Sobre esta temática está disponível no mercado um livro da autoria de Fernando Boavida e Mário Bernardes, intitulado Introdução à Criptografia, referindo-se na sua apresentação que “a criptografia encontra-se em todo o lado e a sociedade atual não poderia existir sem ela. Sem nos apercebermos, usamos criptografia todos os dias, sempre que utilizamos, em geral, a Internet: quando realizamos operações de online banking, quando levantamos dinheiro numa caixa automática, quando utilizamos o telemóvel para efetuar ou receber uma chamada, quando fazemos login para ler o correio eletrónico ou para aceder a uma conta de uma rede social, quando pagamos uma compra com um cartão de débito ou de crédito”.

Um livro que assenta numa complementaridade entre teoria e prática, com o objetivo de apresentar uma visão abrangente e atualizada da criptografia, abordando os seus fundamentos e os conceitos-chave, os principais algoritmos, as aplicações e, ainda, as políticas e os procedimentos que a devem acompanhar, tendo em vista a garantia da segurança informática.

Pedro Murta Castro

_____________________________

[1] Quaresma, Pedro e Lopes, Elsa, in Criptografia.

[2] O Imperador Romano Júlio César (100 – 44 a.C.) desenvolveu uma cifra simples para poder comunicar com os seus Generais: na mensagem original cada letra é “deslocada” três posições para a direita, considerando-se que o alfabeto se fecha sobre si próprio, isto é, que após a última letra vem a primeira; o recetor da mensagem só tem que “deslocar” cada letra três posições para a esquerda para obter a mensagem original.

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

WOOK

%d bloggers like this: