Anúncios
está a ler...
Segurança

Admissão ao curso de promoção a Cabo da GNR

I

Resultado de imagem para cabo da gnrAtravés do Despacho n.º 2083/2017, foi autorizada, através de procedimento concursal, a abertura de 150 (cento e cinquenta) lugares para admissão ao curso de promoção a Cabo da Guarda Nacional Republicana (GNR), sem prejuízo de eventuais limitações decorrentes do disposto na Lei do Orçamento do Estado, tendo em vista a promoção ao posto de Cabo.

Nos termos do Estatuto do Militar da GNR, pode ser admitido ao curso de promoção a cabo o militar da Guarda que o declare e reúna as seguintes condições:

  • Ser guarda principal ou guarda e ter o tempo mínimo de três anos de permanência no posto de guarda na data prevista para início do curso;
  • Ter avaliação de desempenho que revele menção de adequado ou superior, em termos médios, durante a permanência no posto em que concorre;
  • Nas situações em que, no posto em que concorre, não tenha tido nenhuma avaliação, são relevantes as obtidas no posto anterior;
  • Possuir aptidão física e psíquica adequada;
  • Estar colocado na primeira ou segunda classe de comportamento;
  • Ter menos de 35 anos de idade em 31 de Dezembro do ano de ingresso no curso;
  • Ter obtido aprovação nas provas de admissão.
II

As provas de admissão ao curso de promoção a cabo constam de:

  • Uma prova de aptidão física;
  • Uma prova técnico-profissional;
  • Uma inspeção médica.

São admitidos à frequência do curso de promoção a cabo os candidatos aprovados nas provas de admissão, por ordem decrescente da classificação obtida, até ao limite das vagas de cada quadro.

A articulação e a regulamentação do curso de promoção a cabo são definidas por despacho do comandante-geral, sendo este curso é ministrado no estabelecimento de ensino da Guarda, das Forças Armadas ou noutros estabelecimentos de ensino público que satisfaçam as condições exigíveis e reconhecidas por despacho do membro do Governo responsável pela área da administração interna.

III

O cabo habilitado com curso adequado exerce funções de comandante de esquadra, chefe de equipa, de natureza executiva nos comandos, unidades e serviços e outras de natureza equivalente, podendo progredir na carreira, na categoria de guardas, até ao posto cabo-chefe e cabo-mor.

Nos termos das normas estatutárias, ao cabo-mor e ao cabo-chefe cabem as funções de adjunto do comandante de posto, o exercício de funções de natureza administrativa de especial complexidade ou responsabilidade nos comandos, unidades e serviços e outras de natureza equivalente.

Tal como os restantes militares da categoria de guardas, o cabo habilitado com curso adequado também pode concorrer ao Curso de Formação de Sargentos, desde que satisfaça as condições de admissão.

L.M.Cabeço

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

%d bloggers like this: