Anúncios
está a ler...
Defesa

Criação do Hospital das Forças Armadas

Tal como referimos anteriormente, a Saúde Militar tem vindo a ser restruturada:HFAR

Na sequência deste processo, foi hoje criado o Hospital das Forças Armadas (HFAR), um estabelecimento hospitalar militar, que se constitui como elemento de retaguarda do sistema de saúde militar em apoio da saúde operacional, na direta dependência do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), e constituído pelos Polos de:

  • Lisboa (HFAR/PL), localizado na Azinhaga dos Ulmeiros, na freguesia do Lumiar, designado por Campus de Saúde Militar;
  • Porto (HFAR/PP), localizado no espaço físico atualmente ocupado pelo Hospital Militar Regional n.º 1 (D. Pedro V), na Avenida da Boavista, no Porto.

O HFAR tem por missão prestar cuidados de saúde diferenciados aos militares das Forças Armadas, bem como à família militar e aos deficientes militares, podendo, na sequência de acordos que venha a celebrar, prestar cuidados de saúde a outros utentes, tendo como atribuições:

  • Prestar cuidados de saúde aos militares das Forças Armadas, independentemente da forma de prestação de serviço e da situação;
  • Prestar cuidados de saúde aos beneficiários da Assistência na Doença aos Militares das Forças Armadas;
  • Colaborar no aprontamento sanitário e apoio aos militares que integram as Forças Nacionais Destacadas ou outras missões fora do território nacional;
  • Colaborar na formação e treino do pessoal de saúde que integra as Forças Nacionais Destacadas e outras missões fora do território nacional;
  • Colaborar nos processos de seleção e inspeção médica dos militares das Forças Armadas;
  • Assegurar o provimento dos quadros técnicos de cuidados diferenciados em ordem de batalha, para efeitos de treino, exercícios e emprego operacional de unidades dos ramos das Forças Armadas;
  • Promover a cooperação e articulação com o Serviço Nacional de Saúde (SNS);
  • Assegurar ao pessoal de saúde as condições necessárias ao ensino, formação e treino pós-graduado e à formação em contexto de trabalho, na vertente hospitalar;
  • Apoiar ações de formação e de investigação e cooperar com instituições de ensino nestes domínios;
  • Articular com as estruturas do SNS e com as autoridades de proteção civil as modalidades de resposta às situações de acidente grave ou catástrofe;
  • Promover a cooperação com estabelecimentos de saúde de países terceiros, principalmente no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Ficam dependentes do HFAR:

  • Os Centros de Medicina Aeronáutica e Subaquática e Hiperbárica;
  • O Centro de Epidemiologia e Intervenção Preventiva (CEIP);
  • A Unidade Militar de Toxicologia (UMT);
  • A Unidade de Tratamento Intensivo de Toxicodependência e Alcoolismo (UTITA).
Manuel Ferreira dos Santos
Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

%d bloggers like this: