Anúncios
está a ler...
Ciências Forenses, Justiça, Segurança

Base de Dados de Perfis de ADN – Workshop

Resultado de imagem para crime scene investigationNão muito raramente o tema da Base de Dados de Perfis de ADN é chamado à colação, essencialmente pelo reduzido número de amostras que contém e pelo escasso número de identificações para fins criminais obtidas através dessas amostras, ou ainda pelo diminuto número de voluntários que acederam a autorizar a respetiva recolha.

Ainda recentemente, o PSD entregou na Assembleia da República uma proposta de alteração da lei que regula esta matéria paraalargar a utilização desta ferramenta de identificação civil e investigação criminal”.

Por outro lado, mercê de um processo iniciado em 2015, a Base de Dados portuguesa está ligada às Bases de Dados nacionais de 14 outros Estados-membros da UE.Wook.pt - A Pessoa como Objecto de Prova em Processo Penal

Em torno desta questão, irá decorrer um Workshop, organizado pelo Conselho de Fiscalização da Base de Dados de Perfis de ADN (CFBDP ADN), no próximo dia 10 de maio de 2017,  partir das 14h00, na sala do Conselho Científico da Faculdade de Medicina (polo I) da Universidade de Coimbra, onde serão abordados os seguintes pontos:

  • A EXPERIÊNCIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL DA BASE DE DADOS DE ADNFrancisco Corte Real, Presidente do INMLCF, I.P., Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra;
  • A REDE NORMATIVA E ORGÂNICA DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL – PANORÂMICA GERALLopes da Mota, Procurador-Geral Adjunto na PGD de Lisboa;
  • CIRCUITOS DA INFORMAÇÃO E BASE DE DADOS DE ADNHelena Fazenda, Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna, Procuradora-Geral Adjunta;
  • AS BASES DE DADOS DE ADN ESTRANGEIRAS E A INVESTIGAÇÃO CRIMINAL EM PORTUGALCarlos Farinha, Diretor do Laboratório de Polícia Científica (PJ);
  • PONTOS NEVRÁLGICOS DO ACESSO À BASE DE DADOS DE ADN PORTUGUESA NO ÂMBITO DA COOPERAÇÃO INTERNACIONALAntónio Latas, Presidente do Conselho de Fiscalização da Base de Dados de Perfis de ADN, Juiz Desembargador.

Da conjugação da entidade promotora, dos conferencistas presentes e dos temas em debate, resulta um destino obrigatório para todos os que de forma direta ou indireta estão ligados às Ciências Forenses.

Pedro Murta Castro

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

%d bloggers like this: