Anúncios
está a ler...
Ciências Forenses, Justiça

Código do Processo Penal – 25.ª alteração

O Código do Processo Penal sofreu a vigésima quinta alteração[1], através da qual se elimina possibilidade decena do crime aplicação do processo sumário a crimes puníveis com pena de prisão superior a 5 anos, o que implica uma nova redação para os artigos:

  •  13.º – Competência do tribunal do júri;
  • 14.º – Competência do tribunal coletivo;
  • 16.º – Competência do tribunal singular;
  • 381.º – Quando tem lugar (Processo Sumário);
  • 385.º – Libertação do arguido;
  • 387.º – Audiência;
  • 389.º – Tramitação;
  • 390.º – Reenvio para outra forma de processo.

Já nos tínhamos referido a esta questão nos seguintes artigos:

Wook.pt - O Que São as Ciências Forenses?Esta alteração tem como pano de fundo o Acórdão n.º 174/2014, do Tribunal Constitucional (TC), onde «o representante do Ministério Público junto do Tribunal Constitucional requereu, nos termos do artigo 82.º da Lei de Organização, Funcionamento e Processo do Tribunal Constitucional, aprovada pela Lei n.º 28/82, de 15 de novembro, e alterada, por último, pela Lei n.º 13 A/98, de 26 de fevereiro (LTC), a apreciação da inconstitucionalidade da norma constante do artigo 381.º, n.º1, do Código de Processo Penal, na redação introduzida pela Lei n.º 20/2013, de 21 de fevereiro, na interpretação segundo a qual “o processo sumário aí previsto é aplicável a crimes cuja pena máxima abstratamente aplicável é superior a cinco anos de prisão”»; tendo o TC decidido “declarar a inconstitucionalidade, com força obrigatória geral, da norma do artigo 381º, n.º 1, do Código de Processo Penal, na redação introduzida pela Lei n.º 20/2013, de 21 de fevereiro, na interpretação segundo a qual o processo sumário aí previsto é aplicável a crimes cuja pena máxima abstratamente aplicável é superior a cinco anos de prisão, por violação do artigo 32º, n.ºs 1 e 2, da Constituição”.

Na altura, José António Barreiros escreveu artigo muito interessante sobre a temática em apreço, intitulado “A democracia da Justiça sumária“.

J.M.Ferreira

_________________________________

[1] Lei n.º 1/2016 de 25 de fevereiro que entra em vigor no dia 01 de março de 2016.

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Anúncios

WOOK

%d bloggers like this: